Viagem - Le Puy-en-Velay - França

 

2013-MAIO-25 a 27

Le Puy-en-Velay é a capital do Haute-Loire, um Patrimônio Mundial da Unesco e ponto de partida da rota Via Podiensis, do Caminho de Santiago de Compostela.

Tendo saído de Lyon às 16h31m do dia 25, seguimos curtindo as belas paisagens até St. Etienne. 



Ali fizemos uma parada de apenas 20 minutos para tomarmos uma conexão para Le Puy.

  

A viagem continuou tranquila entre conversas e admiração das paisagens.


Desembarcamos na Estação Ferroviária de Le Puy à 19h12m do dia 25 de maio, com o dia ainda claro. 

Já na estação percebemos pelas pessoas que por ali transitavam, tratar-se de uma cidade voltada às caminhadas e peregrinações. Mas percebemos depois, que Le Puy é muito mais que isso. É uma cidade rica em história, arquitetura, arte, cultura e belezas de toda ordem.


 
 

Depois de coletar algumas informações, seguimos caminhando para o Deltour Hotel que se localizava em direção oposta ao do centro da cidade. Caminhamos bastante e quase tomamos o rumo errado, mas depois de alguns pedidos de informação, encontramos o hotel.

No hotel não havia recepção e havia cartazes nas portas com nossos nomes. Ligamos para o responsável conforme indicava o cartaz.



O dia 26 foi reservado para conhecermos um pouco desta interessante e importante cidade, antes de iniciarmos a caminhada.

Após o café da manhã, fizemos o caminho inverso ao da véspera e seguimos para o centro da cidade.


Enquanto caminhávamos, já íamos curtindo as belezas da cidade. 


A arquitetura local traz sempre novidades para nós, brasileiros, visto que é totalmente diferente do que nos habituamos a ver. Construções antigas são bem preservadas.

 


A pintura nesta fachada é de um realismo extremo e os mais desavisados poderão tentar subir os falsos degraus dessa escadaria ou, ainda, tentar trocar algumas palavras com os personagens que estão nas janelas.


Fomos na Oficina de Turismo para obter algumas orientações.


E seguimos pelas ruas da cidade, sem descanso para nossos pescoços, ora olhando para cima, para a direita ou para a esquerda, captando cada característica da cidade.





Enquanto subíamos a Rue das Tables, que leva à Catedral, numa loja, cada um de nós adquiriu um cajado de madeira, dos quais só nos separaríamos ao final da peregrinação.




 


Após a visita na Catedral, seguimos para a Capela de Saint Michel. Ao longe se avistava a capela e o monte sobre o qual havia sido erguida, dando-nos uma ideia do desafio da subida.

 






 



 

Porche Saint Jean. Esta porta fica numa varanda e era usada por reis e príncipes  para proteger-los na entrada da Catedral.





A estátua de Notre Dame de France possui uma porta em sua base que serve para acessar a escada que leva ao mirante sobre sua cabeça.

 

Vista de Le Puy-en-Velay a partir do mirante sobre a cabeça da imagem


Ao final da visita pedimos a Notre Dame de France suas bençãos para nossa caminhada que se iniciaria na manhã do dia seguinte.


Nenhum comentário: