Viagem: Lion - França

André, Mayalú, Vanisi, Clarice, Maurício, Ecilda, Zélia e Luis Trias


2013-05-23 a 25

Precedendo a caminhada que faríamos no trecho Le Puy-en-Velay até Moissac,  da rota Via Podiense, no Caminho de Santiago de Compostela, aproveitamos para conhecer um pouco da cidade de Lion, na França. 

Estávamos conscientes que considerando sua relevância cultural, arquitetônica e histórica, não conseguiríamos ver tudo o que a cidade oferece aos seus visitantes, mas não poderíamos deixar de ter esse primeiro contato com esta cidade.

Fomos em um grupo de oito amigos, todos associados da ACACSC.

Após um voo partindo de Florianópolis às 11h20m do dia 22 de maio, com escala em Madri, chegamos ao aeroporto de Orly, em Paris às 9:00 horas do dia 23 de maio e, ali, tomamos uma van para deslocamento até a Gare d'Lyon.

Enquanto aguardávamos o horário de nosso trem, almoçamos na própria estação. 

Embarcamos às 14h58m, rumo a Lion. Chegamos às 16h56m na estação Part Dieu. 

Ao desembarcar, carregando as mochilas nas costas como todo autênticos peregrinos, seguimos à pé para o Hotel Du Helder, onde tínhamos reservas. Ali, passando por suas ruas já nos impressionamos com a cidade. Cruzamos o Rio Ródano e seguimos ao hotel.

Após o check-in e um relaxante banho, saímos em direção a Bellecour para um passeio inicial e para encontrar um local para jantarmos. 


Chegamos, então, à ampla Praça Bellecour, a terceira maior praça aberta da França, com 62 mil metros quadrados. Ao centro, uma estátua de Luiz XIV montado em um cavalo.


A praça é rodeada por lindos prédios históricos e, a um canto, destaca-se a torre de sino do Hospital de La Charite. Permanecemos algum tempo ali tentando absorver tudo que nossas vistas alcançassem. Então, pudemos ver por sobre os prédios, na colina de Fourvière, a emblemática basílica de Notre-Dame de Fourvière.







Mais tarde, ali perto, na simpática Rue des Marronniers, encontramos um restaurante em que houve consenso para o jantar. 

Após o jantar, retornamos ao hotel, apreciando, no trajeto, os prédios iluminados refletidos no Ródano.




Dia 24

Antes de saírmos do Brasil, já sabíamos que enfrentaríamos temperaturas mais baixas que as usuais para aquela época do ano. Naquele ano o frio estava mais intenso que o normal, na região. Mas o frio que encontramos foi bem maior que o esperado.  Estávamos no final de maio, e a menos de um mês para o início do verão e o frio era intenso.


Assim, no início do dia 24, procuramos uma loja de produtos para esportes para comprar luvas, gorros e outros itens para nos aquecermos.

Depois, seguimos caminhando para a colina de Fourvière para visitar a Catedral de Notre-Dame. Seguimos pelo Bellecour, cruzamos o Rio Saône pela Ponte Bonaparte e entramos na Vieux Lyon (Velha Lyon). Em pouco tempo estávamos no início da colina onde visitamos a Igreja de St-Jean-Baptiste.



A Notre Dame já era visível no alto da colina. 


Como bons caminhantes, optamos por subir à pé a colina, aproveitando para visitar algumas de suas atrações no caminho: a Water Feature, a Igreja Fraternite Saint-Pierre, o Aqueduc-du-Gier, o Convento Fourvière, e o Theatre Gallo Romain.







A Catedral de Notre-Dame e sua cripta dedicada a São José, no subsolo, são de uma beleza ímpar.








Descemos da colina de Fourviere de funicular, desembarcando na Vieux Lyon. Ficamos circulando por suas ruas, visitamos o Gadagne Musées, almoçamos e curtimos a cidade velha.





Ainda neste dia, compramos as passagens de trem para Le Puy, com saída para o dia seguinte.


Dia 25

Iniciamos esse dia gelado com um City Tour, onde pudemos pôr à prova as peças de vestuário que havíamos comprado no dia anterior. Nesse passeio pudemos ver que Lion tem muito a ser visto e precisa de um tempo maior para se ver tudo com a atenção que requerem. 




O realismo nas pinturas murais Mur de Canuts, Fresques des Lyonnais, capturados nas duas imagens a seguir impressionam.









Momento de partir. Embarcamos num trem na estação Perrache, já vestindo nossos novos chapéus,  conscientes de que um dia teríamos que retornar a Lion para poder conhecê-la melhor. Seguimos para Le Puy, via St. Etienne.  Saímos 16h30m e chegamos às 19h12m.



Nenhum comentário: