Caminhada: Circuito Vale Europeu 2013 [Amigos do Caminho]





2013 - julho  05 a 13


Era sexta-feira, dia 05 de julho, partimos de Florianópolis/SC ao final da tarde rumo a Indaial/SC, juntamente com um grupo de amigos da ACACSC (Associação Catarinense dos Amigos do Caminho de Santiago de Compostela). Eramos dezenove pessoas e participaríamos da caminhada no Circuito Vale Europeu Catarinense que foi organizada pelos associados José Alves Pereira Filho e Quirino Pedro Mannes.



Na chegada ao hotel Fink, em Indaial, após a distribuição dos quartos fomos recepcionados com farto jantar (preparado para umas quarenta pessoas).

Devido a uma lesão no joelho o José Alves teve de abrir mão de caminhar conosco, fazendo o trajeto com seu veículo, dando apoio ao grupo. Assim, a intervalos de tempo lá estava ele parado num canto da estrada pacientemente aguardando a passagem do grupo para saber se havia necessidade de algo. Enchia os cantis com água fresca e partia para o próximo ponto de apoio.

Na manhã seguinte (sábado) após o café seguimos em direção a cidade de Timbó/SC, num trajeto de 27,30 km. No caminho, já na periferia de Timbó visitamos o Museu da Música “Salão Hammermeister” que expõe instrumentos musicais de cinco séculos.







Pernoitamos no Timbó Park Hotel, com conforto e saboroso jantar, daqueles que faz a gente exagerar.

No domingo caminhamos 25,4 km até Pomerode/SC, para pernoitar no Hotel Schroeder. Pela manhã o grupo chegou de surpresa a um bar no caminho e deixou atônito o proprietário com tantos pedidos de almôndegas que o mesmo não teve tempo de preparar todas e José Alves permaneceu ali aguardando o preparo para levar as últimas até o ponto de apoio do lanche de “almoço”.

Em Pomerode o grupo teve bastante tempo livre, podendo aproveitar o final da tarde de domingo que estava bastante animado na cidade. Alguns foram tomar chope e outros passear, reunindo-se no início da noite para o jantar.








Na manhã de segunda-feira estavam todos alegres e a sessão de alongamento na garagem do hotel foi bem animada.

Todos os dias a Cirlene comandava o alongamento, um dos caminhantes iniciava uma reflexão e o José Alves e o Quirino passavam os avisos sobre o trajeto do dia, o destino e outras recomendações.

Neste dia já saímos do hotel com chuva e frio. Todos com suas capas, causando estranheza para os que nos viam passar. Por sorte seria um percurso menor, de 18 km, porém muito urbano, o que não é bom para o caminhante. Chegamos bem cedo em Rio dos Cedros/SC, a ponto de podermos almoçar num restaurante da cidade.

Depois do almoço seguimos para o antigo Convento onde pernoitaríamos. Passamos a tarde jogando dominó ou cartas, outros lendo, conversando ou descansando. Apesar da simplicidade das acomodações dormimos bem e fomos recebidos com muita atenção por Luiz e sua esposa.






No dia 09 (terça), chuva novamente. Com frio e lama na estrada partimos para mais uma etapa do caminho até a localidade de Alto Benedito, no município de Benedito Novo/SC, caminhando 24 km para pernoitar no Hotel Enos’s.







Na quarta-feira, dia dez, o destino era Doutor Pedrinho/SC. Saímos todos caminhando num dia sem chuva mas com lama no caminho. O grupo seguiu junto por 8 kn até a localidade de Santa Maria. Ali o grupo se dividiu. Alguns seguiram pela Rodovia Santa Catarina, num trajeto de mais 10 km até a pousada e os demais, que optaram por passar na gruta, fizeram um percurso de mais 16 km. Pernoitamos na Bella Pousada.





Quinta foi mais um dia sem chuvas. Chegou a esquentar. A caminhada foi puxada e o lanche só saiu bem tarde, por volta das 13h20m, depois de caminharmos mais de 20 km.

Quando saímos do pátio da Igreja onde fizemos o lanche, fomos abordados por um grupo de alunos, juntamente com sua professora que nos questionou sobre a atividade que desenvolvíamos. Explicamos sobre nossa associação e sobre o Circuito Vale Europeu Catarinense, bem como sobre nossa atividade de caminhada. Estavam curiosos sobre os cajados que carregávamos, inclusive um deles perguntou se matávamos criancinhas. Tudo foi esclarecido e partimos para a etapa final até a Pousada Toca do Índio em Benedito Novo. Neste dia caminhamos 27 km.

Esta pousada foi uma boa escolha. fica num cantinho do paraíso, cercada de mata por todos os lados, com um verdejante morro aos fundos, no qual se encontram duas cachoeiras e uma gruta.

Alguns caminhantes ainda encontraram disposição para subir o morro e visitar a gruta enquanto outros descansavam nas aconchegantes poltronas da sala em frente a uma lareira onde a lenha ardia e aquecia o ambiente.

O Quirino encontrou coragem para tomar um banho gelado numa pequena queda d’água que havia no pátio da pousada.

















Sexta-feira partimos novamente sem chuva numa bela caminhada até Rodeio/SC, num estafante percurso de 35 km, com muito sol.










Finalmente, no sábado dia 13, percorremos cerca de 18 km até Timbó/SC, onde encerramos nossa caminhada almoçando no Restaurante Roda D’Água (Tapyóca).












Nenhum comentário: